segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

A Fome

Autor :

Pr. Renato Vargens

“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores.” MT 24:6-8

A cada 3 segundos uma pessoa morre de fome no planeta e mesmo assim o número de pobres não pára de crescer. Calculam os estudiosos que já chegamos a 307 milhões de famintos nos países menos desenvolvidos. E é provável que até 2015, quando a grande maioria de nós ainda estará viva, 420 milhões de pessoas estejam vivendo abaixo da linha de pobreza. Cerca de 815 milhões de pessoas em todo o mundo são vítimas da subnutrição e o flagelo da fome atinge 777 milhões de seres humanos nos países em desenvolvimento, 27 milhões nos países em transição e 11 milhões nos países ricos.A fome é responsável por mutilações graves, falta de desenvolvimento de células em bebês e até cegueira por falta de vitaminas. Segundo a FAO, 54 milhões de pessoas passam fome na América Latina, houve uma redução de 42 milhões para 33 milhões na América do Sul, mas 19% da população da América Central mal encontram o que comer.Dos 32 milhões que literalmente passam fome no Brasil, metade vive no meio rural e outros 65 milhões se alimentam de forma precária. (1)

Um exemplo bem claro de pobreza extrema é São Gonçalo, município do Grande Rio, que possui 106,9 mil cidadãos em situação de miséria, de acordo com dados do IBGE. São pessoas que chegam a ganhar menos de um quarto de salário mínimo por mês. O número de indigentes em São Gonçalo, bem como os que vivem abaixo da linha da pobreza segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV), chega a 130 mil”. (2 )

Além disso, boa parte desta população só fazem duas refeições completas por semana. Ora, por favor, para e pense comigo: Estou falando de uma cidade com mais de um milhão de habitantes, à 30 minutos da capital Fluminense, e que tem em sua população pessoas que vivem absoluto estado de miséria.

Caro leitor, nos últimos dois séculos a população mundial passou de 1 bilhão, para 7 bilhões de pessoas. Na verdade temos em nosso planeta uma enorme multidão que precisa comer, morar, vestir, se aquecer, se deslocar. Como bem disse o Senhor Jesus a multiplicação de pessoas famintas aponta exclusivamente para a aproximação do fim. Contudo ainda que saibamos que a fome sempre existiu em nosso planeta é inquestionável de que nos últimos tempos um numero cada vez maior de pessoas tem morrido em virtude dela.

De fato não sabemos quando Cristo vai voltar, entretanto, as Escrituras são absolutamente claras em afirmar que devemos estar atentos aos sinais que antecedem a sua vinda. E como bem disse nosso Senhor a fome seria marca indelével deste tempo.

Maranata!

http://www.cacp.org.br

1- http://www.cfappm.ma.gov.br/pagina.php?IdPagina=1300

2- Jornal O Fluminense em 27/06/2005

Nenhum comentário:

Postar um comentário