Postagens

Mostrando postagens de 2017
Imagem
Onde Passarás a Eternidade? Em certa ocasião, um piloto tentava aterrissar durante uma forte tormenta. Apesar de todo o seu esforço, a aeronave chocou-se na pista. Somente algumas pessoas escaparam com vida. Entre os passageiros havia quatro amigos e um deles, prevendo que tudo terminaria em tragédia, disse: “Bem, turma, até à vista. Nos veremos no inferno!”... Segundos mais tarde, ele morreu no acidente. O que esse homem fez, em seus últimos segundos de sua vida, foi apenas zombar da morte e do inferno. Você talvez faria o mesmo, ou não? Reserve pelo menos alguns minutos para pensar em algo sobre o caso! É comum que as pessoas perguntem: “Como vocês sabem que existe o inferno?” Cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus e ela nos confirma a existência do inferno. Ali será o destino de todos os que NÃO põem sua fé em Jesus. Há várias coisas ditas a respeito desse lugar e uma delas é que “...ali haverá choro e ranger de dentes” (Mateus 8.12). Se olharmos ao nosso redor, observaremos que …
Imagem
Essa é para você “Deem-lhes vocês algo para comer” (Lucas 9.13). Ali estão eles sentados, os cinco mil. Ninguém pensa em sair dali, pois o Rabi, que eles chamam de Jesus de Nazaré, tem uma pregação poderosa. Com muita atenção eles ouvem suas palavras. Elas ressoam em seus corações com muito poder, pois ele lhes diz exatamente aquilo que eles estavam procurando: a mensagem do amor de Deus. Nunca antes eles tinham ouvido isso. Numa outra ocasião, o Senhor Jesus reuniu os discípulos e disse: “Tenho compaixão desta multidão; já faz três dias que eles estão comigo e nada têm para comer. Se eu os mandar para casa com fome, vão desfalecer no caminho, porque alguns deles vieram de longe.” Marcos 8.2-3 Vieram de longe. E as provisões para a viagem já estavam há muito tempo consumidas. Sabemos a maneira maravilhosa pela qual o Senhor Jesus resolveu esse problema, naquela ocasião. Ele serviu pão até que todos estivessem satisfeitos. Que milagre grandioso! Que Senhor maravilhoso! Agora eu gostar…
Imagem
Insatisfação - Uma Enfermidade dos Nossos Dias Norbert Lieth Grande parte das pessoas no Ocidente teria motivos mais que suficientes para estar satisfeita. Mas, muitos não estão. Eles vivem descontentes e por isso muitas vezes estão mal-humorados, carrancudos ou sofrem do estômago. Eles vivem em paz, em liberdade e gozam do bem-estar, mas acham que tudo poderia ser ainda melhor. (P.D. 25/98) Foi a insatisfação que sempre fez com que os israelitas se revoltassem contra Moisés, Arão e contra o próprio Deus. Foi a insatisfação que lhes impediu a entrada na Terra Prometida e os fez andar errantes durante 40 anos pelo deserto, longe de uma terra que manava leite e mel. É a insatisfação que destrói casamentos e famílias, são cônjuges resmungões que dificultam a vida do companheiro. A insatisfação não só deforma o rosto, mas também estraga o ambiente no trabalho, na vizinhança ou na comunidade. A insatisfação faz uma sociedade ficar exaurida e um povo tornar-se corrompido. A insatisfação le…
PSICOTEOLOGIZANDO NO LIVRO DE JONAS Por acreditar no caráter símbólico do livro de Jonas, peço permissão ao exegetas  do Velho Testamento, para tratar a narrativa como se eu estivesse numa sessão psicoterapêutica, diante de um cliente chamado Jonas, que acaba de me contar um sonho.
Trato o sonho como se fosse uma peça de teatro, dividindo o sistema em quatro pontos: Palco ou lugar, personagens, drama e mensagem. Dessa forma, acompanhando as cenas, vamos tentar descobrir o significado das partes e a mensagem do todo.
I- PALCO(S)
1. O lugar do chamamento divino, é claro, está no coração de Jonas (V. 1), portanto, a vocação é de caráter profundo e, por isso, mesmo, numinoso. Mais cedo ou mais tarde, de um jeito ou de outro, todos nós somos abordados pelo Profundo e conclamados a uma jornada para fora de nossa zona de conforto religioso, político, pessoal. Foi assim, também, com Abraão (Gn. 12:1) e com Moisés diante da sarça que não se consumia (Ex. 3:2-5): o fogo de Deus requer atenção, senã…
Imagem
Uma Teologia do Descanso Norbert Lieth Ficamos surpresos e admirados quando vemos o que a Bíblia diz sobre o descanso divino, sempre disponível para nós. Acompanhe o roteiro que Deus traçou no Plano Divino de Salvação. A primeira pessoa que descansou foi o próprio Deus: “E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito” (Gn 2.2). Do nada, pela força de Sua Palavra, Deus criou todas as coisas visíveis e invisíveis, em apenas seis dias. Ele, que é a fonte de todo o poder, não precisa de descanso (Sl 121.4; Sl 33.9; Is 40.28). O sétimo dia de descanso tem, assim, uma função no Plano Divino de Salvação e mostra o que, desde o início, Deus queria para o homem. Deus descansou no sétimo dia, o primeiro dia após a criação do homem, que ocorreu no sexto dia (Gn 1.26-31). Isso significa que o ser humano estava destinado a viver no descanso divino; Deus queria o homem para si mesmo, para estar com ele em Seu descanso. O ser hu…
Imagem
foto: Acedip

Elevando-nos às Alturas Herman Hartwich Em Isaías 40.31 lemos: “mas os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.” A águia mencionada na Bíblia é a águia dourada da terra de Israel, a mais rápida de todas. Sua velocidade varia entre 175 e 225 quilômetros por hora e às vezes é ainda maior. O que ajuda as águias a alcançar essa velocidade tão grande é sua estrutura óssea, pois elas têm ossos ocos que pesam pouco. Por outro lado, suas enormes asas permitem alcançar grande altitude, velocidade e força. O Antigo Testamento não apenas compara Deus à águia, mas elogia e louva seu vôo ligeiro. Vejamos algumas passagens: Êxodo 19.4 diz: “Tendes visto o que fiz aos egípcios, como vos levei sobre asas de águia e vos cheguei a mim”. 2 Samuel 1.23, falando sobre Saul e Jônatas, diz: “...eram mais ligeiros do que as águias...” Jó 9.26 fala: “Passaram como barcos de junco; como a águia que se lança sobre a…
Imagem
foto: Ccpixs.com

O Tribunal de Cristo Thomas Lieth “Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo” (2 Co 5.10). Os destinatários da Segunda Carta aos Coríntios eram filhos de Deus, pessoas renascidas que um dia estarão com o Senhor. Apesar disso, 2 Coríntios fala de um tribunal e de um julgamento que ainda virá. Está escrito que “todos nós” compareceremos diante do tribunal de Cristo. O apóstolo Paulo inclui a si mesmo ao usar o plural, nós. À primeira vista, essa passagem parece estar em contradição com João 5.24, que diz: “Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida”. Mas essas passagens serão contraditórias apenas se não levarmos em consideração que haverá diversos julgamentos futuros. Em sua carta aos coríntios, Paulo está mencionando um julgamento bem diferente d…