terça-feira, 28 de fevereiro de 2017




Todo Dia Com Paz

Terça-feira 28 Fevereiro
Não há temor de Deus diante de seus olhos
(Romanos 3:18).

O TEMOR DE DEUS

Nessa passagem da Epístola aos Romanos, Paulo se dedica a mostrar aos judeus a partir de suas próprias Escrituras Sagradas que eles, tanto quanto as nações pagãs, são culpados diante de Deus. Assim, eles também precisam do perdão de pecados e da libertação do poder do pecado. Nos versos 10-17, Paulo derramou luz sobre o estado geral deles, depois sobre suas afirmações e seus caminhos. Aqui está a pergunta acerca da atitude fundamental de seus corações e vidas.
Sem temor de Deus! Essa é a principal característica do homem pecador para o qual Deus não é o fator principal em seus pensamentos e caminhos. Qualquer pensamento do Criador foi colocado de lado. Entretanto, Deus é santo. Ele irá fazer Suas justas exigências válidas para Suas criaturas.
O temor de Deus significa aceitar a essência de Deus e Suas reivindicações sobre nós seriamente em todas as áreas da vida. Um já fez isso: o Senhor Jesus, o Filho de Deus, como verdadeiro homem sobre a terra. Dele se afirma, profeticamente, em Salmos 16:8: "Tenho posto o SENHOR continuamente diante de mim". Isso significa que Sua vida estava completamente de acordo com a mente de Deus. Por essa razão, Ele foi o Único que não merecia morrer. No entanto, quando Ele morreu por nós, Deus não permitiu que Seu "Santo visse corrupção" (Salmos 16:10). Deus ressuscitou o Senhor Jesus dos mortos.
"O temor do Senhor é o princípio do conhecimento" (Provérbios 1:7). Ele também marca o princípio do caminho de volta para Deus. Todos devem tremer diante do fato que Deus é santo e justo e que todos são pecadores que merecem o castigo eterno. Deus mostra a todos que entendem isso porque Seu Filho, o Senhor Jesus Cristo, tinha que morrer: para que eles pudessem ser livres.
www.chamada.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário